quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Enquanto houver...

Sabe...
Me contaram que eu sou bom em textos românticos... bom, tipo...
Acho meus textos românticos tão infantis que ... minha nossa, acho que nunca amei alguém de verdade.
Não tô preparado pra ter um relacionamento sério,nem ao menos passa na minha cabeça em ter um relacionamento engraçado...
Estranho perceber isso depois que posto por tantas vezes..."APAIXONE-SE e BLÁ BLÁ BLÁ..."

Oh droga.
huahauahuahahuahuahua

Acho que menti em 80% de meus textos,
Mas, menti tão sem querer que passei a acreditar nas minhas próprias mentiras.

Bem, vamos lá...

Invejo as pessoas que sofrem por amor.
Bom, eu não consigo tal proeza...
Acho tão ridículo, idiota e imbecil quando uma pessoa está estatelada em prantos chorando por alguém, que... me bloqueio.
Por isso, dia após dia... me tornei uma pessoa fria e calculista.
Não que eu ache isso o meu maior defeito, mas, também não é lá uma senhora qualidade.

Percebi que as pessoas entram em relacionamentos sem amar,
Somente por gostar ou por ter empatia...
E pensam , erroneamente, que.. com o tempo vão aprender a amar.
PEM.

Elas não vão aprender a amar.
Vão se acostumar com uma situação que é imposta, e que de alguma forma trás um proveito.
E fim.
Depois, acaba, e diz..."Ah, nós brigavamos muito por besteira..."

O que me irrita em tudo isso,
É que sempre tem um desgraçado/uma desgraçada que inventa de dizer eu te amo.
Aí sempre tem o besta, que por sinal é a parte que faltou, obviamente, que acredita em tudo isso.

Então...esse lance, não invejo! As pessoas deveriam em ter mais cuidado em se entregar ao amor. OU melhor dizendo... ao "amor."

Enfim, continuando com meu achismo bobo.
Acho que as pessoas não tem o direito de mentir para a outra...
E de certa forma, tenho raiva de quando isso acontece.

Cansei de vê tantas boas pessoas se transformarem por contas de mentiras contadas e absorvidas como verdadeiras declarações de amor.

Aí voltamos para o início do texto.
Quantas mentiras eu já contei, ou quantas pessoas ludibriei com frases ou expressões feitas ?

Me tornei em algo detestável.
E, não tem desculpa.

Ou talvez tivesse...porque muitas vezes disse..deixe sempre a porta aberta pra um antigo amor, e a janela aberta pra amores futuros...
Oh céus...
Não tava acreditando em um único amor de conto de fadas mais...
O que me tornei?
Em um humano comum, que diz sim para as coisas, e fica retrucando porque não? Pode dá certo e blá blá e blá...mais blá blá. e Blá. E só um pouquinho mais de Blá pra você não achar que sabe tudo desse texto! blá.

Bem, tenho que tirar uma conclusão desse monólogo todo...
Ou uma certeza.
Posso enlouquecer de vez em busca da minha princesa que deve está na torre mais alta do reino tão tão distante, que por sinal, pra chegar lá tem que passar pelo guarda roupa de Nárnia... ou...
Morrer de ri por fazer você perder tempo lendo esse festival de besteira...

Mas, quando eu a encontrar... direi que...

Enquanto houver você do outro lado aqui do outro eu consigo me orientar...

E lá vai mais um texto que liga o nada há lugar algum que escrevo.





2 Comentários:

Sarah Gilmara. disse...

haha Obrigada por rir de mim que li seu texto.
Gostei facinho, facinho. kkk
Não pelo romantismo (ou quase romantismo) (ou nada de romantismo), mas pelo dinamismo das palavras, a espontaneidade, as reticências e tudo o mais. (:
Seguindo. o/

Marília Calixto disse...

Lindoooo texto! Eu vou fazer vc acabar com essas suas conclusões!hahaha

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO